Seguidores

domingo, 25 de junho de 2017

LOAS

Imagem do Google
Calma, bem bonita,
E muito arranjada
É uma Mãe catita,
E preocupada.

Recordo-me bem
Que a sexta primeira
Dedica ao Além.

E leva os seus filhos,
Que não são cadilhos
Até à Matriz,
Bem longe de casa!

Um hábito bom,
Que nos incutiu
Temos o perdão,
Para nós sorriu.

Sentimos o zelo,
O Amor, devoção.
Tudo era tão belo!
Que recordação!

Agora partiu,
Mas deixou sementes.
Vão frutificar
Cá nas nossas mentes.

Só lembranças boas
Eu guardo da Mãe,
Que merece loas
Mais do que ninguém.

terça-feira, 23 de maio de 2017

MEU AMOR

Uma filha desejada
Imagem do Google
Por mim sempre muito amada
Festeja quarenta anos!

Uma data a não esquecer
Que eu queria celebrar
Com todo o meu bem - querer
P'ra te fazer recordar.

A vida é maravilhosa
Apesar dos desenganos
E para ti, minha rosa,
Só votos de muitos anos.

Todas as felicidades
Te rodeiem, neste dia,
Com tuas duas beldades
Proporcionando magia.

Estarei contigo no peito,
Na alma, no coração.
Já que não é d'outro jeito
Conta c'o a minha paixão.

Sê feliz, protege as duas
São princesas, indefesas,
E aqui, deste mundo cão,
Quero que saiam ilesas.


Um grande abraço e um beijo,
Neste dia especial,
Tudo de bom te desejo
Pois hoje é o teu natal.

(Em 26 de março de 2017)

sábado, 25 de março de 2017

MÃEZINHA


Imagem do Google


Quando menos pensamos, a nossa vida transforma-se de uma maneira absolutamente brutal!
Foi o que aconteceu comigo e me deixou diferente, até sem vontade de escrever. Porém, e apesar de ter consciência da total falta de valor literário e/ou poético, tive, hoje, vontade de publicar esta prosa versificada, que  saiu bem do fundo do meu coração.

AMIGAS e AMIGOS, agradeço, desde já, a vossa compreensão.

Estava tão tranquila,
Respirava bem,
Deixei-a dormir.
Sereno, o meu bem!

Noção do dever,
Um'hora mais tarde,
Me fez acordá-la,
Levantando, a medo,
Sua cabeceira.

Bebeu água espessa,
Comeu a farinha,
Estava controlada
A minha mãezinha.

Festejava, então
Seu aniversário:
Parabéns da filha,
Marido e da neta.

Bisneta também
Se fez  bem presente.
Todos lhe cantámos,
Parecia feliz!

Só faltava mesmo
Abrir as prendinhas
E fazer a festa:
Fiz-lhe essa promessa.

Já não a cumpri!

Quis ir para o Céu,
Festejar por lá.
Deixou-nos, Deus meu,
A carpir por cá.

A presença da minha mãe igualava-se à recepção de um presente diário, acreditem!

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

ESTUDANDO ARISTÓTELES E A POESIA

CEDIDO

Este é o quinto excerto de um artigo escrito pelo meu pai.

Imagem do Google
 «Segundo Platão, o mundo físico é a sombra ou a paródia das ideias. Em Aristóteles, é a sua realização... Desta concepção fundamental na filosofia aristotélica, em diametral oposição ao idealismo de Platão, deriva, como forçoso corolário, a total contradição entre os métodos seguidos pelos dois egrégios sabedores.

Platão, apegado ao ideal e supra-sensível, revoa em regiões inacessíveis ao mundo fenomenal, e constrói todo o saber pela energia dialéctica do espírito. Aristóteles, ao revés, no seu trabalho filosófico, parte do real e do sensível para elevar-se destes postulados da experiência até à noção do universal.» Latino Coelho, Demóstenes, Oração da Coroa, Lisboa, 1922 (4ª edição)

Segundo Newmann, Aristóteles - acusado, por vezes, de materialista, por causa dessa diferença - admite a actividade idealizante do artista.

Segundo Ritter, o objecto da arte, para Platão, é a reprodução da realidade.

Fouillée, um dos melhores intérpretes de Platão, falando da «poietikès»,distingue entre arte de criação e arte de imitação. Enumera, depois, dois modos de imitar: a imitação das Ideias eternas e a dos objectos perecíveis.
Para o criador do idealismo realista, o Belo, fim do amor, é o esplendor do Bem. Superior à verdade e à ciência, o Belo só teria acima de si a ideia do bem, se não chegasse mesmo a confundir-se com ela. O que não sucede. Porque, se todo o belo é bom, a Beleza não é todo o Bem; é, antes, um aspecto, uma manifestação dessa ideia. A beleza é irmã da proporção e da verdade e filha do Bem - continua Fouillée. Filha primogénita, se se aceitasse a figura. Em suma, se o Bem é Deus, a beleza é a manifestação suprema do mesmo Deus. A beleza concreta, não obstante ser a natureza uma sombra das realidades ideais, contém todos os caracteres da verdadeira beleza.
O mundo é belo, porque a Bondade suprema (Deus) o fez semelhante a si. A beleza do homem é a virtude. Fouillée, A., La Philosophie de Platon, Paris, 1929 (2ème édition) tom.II, p.15 ss.
Mas lê-se na «República»: «os ditirambos, as comédias, as tragédias são imitações» in Platão, República, lib.III. 394 B-C; 395 B Contudo, o objecto de arte, em Platão, não é a imitação servil da realidade. A não ser que falemos da realidade platónica. Platão rejeita precisamente certa poesia por ir contra a realidade (platónica). O objecto de arte, para o filósofo divino, é, como interpreta o citado autor francês, não o prazer ou a simples imitação da natureza, mas a expressão de um ideal de beleza. A imitação dos objectos não passa de um meio; e o prazer é um resultado que só tem valor pelos sentimentos a que dá origem..

Também Aristóteles divide a poesia em razão do carácter próprio dos autores: os de alma elevada (refere-se, aqui, à poesia primitiva) acções belas e acções de homens de mérito; os autores vulgares imitavam acções vis, compondo infâmias como outros compunham hinos e elogios. «A poesia - escreve o Filósofo na «Poética» - é mais filosófica e dum carácter mais elevado do que a história; porque a poesia narra de preferência o geral, a história o particular. O geral, ou seja, que tal ou tal espécie de homem dirá ou fará tais ou tais coisas verosímil ou necessariamente; (...) Aristóteles, op.cit..1451 b. 5-10

Assim o compreendem Turner- (Turner, W., Storia della Fil., Vicenza 1935 (trad. G. Trinko), quando fala de Aristóteles), Newmann- (Newmann, Dr. E., Estética Contemporânea, Coimbra 1930, ed.3ª, Trad.L.F. dos Santos, ofm-p.4) e Hardy- (Arist., op.cit., p.CCCLXXIX ss.

J.E.Santos - meu pai

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

SAUDADE

   SAUDAÇÃO NATALÍCIA
A todos os meus amigos/as e seguidores/as desejo um SANTO e FELIZ NATAL.
Votos de muito Boas Festas.
O meu sincero agradecimento a todos/as pelas visitas que fazem ao meu Blog.


Imagem do Google

     SAUDADE (REEDITADO E REVISTO)

Saudade, do latim solitate= solidão.
Segundo o Dicionário da Porto Editora, 7ª edição, saudade é uma melancolia causada pela lembrança de um bem de que se está privado.
Esta é uma dentre outras definições aí apresentadas.
Pessoalmente, sinto saudade de pessoas e só de pessoas; elas são os meus bens. Cada uma é um «bem» demasiado precioso.
Este sentimento traduz-se numa lembrança triste, ou melhor, que nos põe tristes, mas, ao mesmo tempo, numa esperança dinamizadora.
Muitos foram os poetas que imortalizaram este sentimento:«gosto amargo», disseram; uns expressaram-se de forma mais vaga, outros mais subtil e ainda outros de uma maneira mias complexa.
Disse Vinicius de Morais:«Que a tristeza te convença
                                        Que a saudade não compensa...»
Chico Buarque:« Que saudade é o pior tormento
                          É pior que o esquecimento.»

Quando a sentimos pela distância a que estamos em relação a quem bem queremos, há aquela esperança que nos dá a força para continuarmos e aguardarmos pelo reencontro. Em outras situações, é bem mais difícil de suportar. Um ente querido que parte, alguém verdadeiramente insubstituível, deixa uma lacuna impossível de ser preenchida.E então, vem aquela saudade!!!
Em se tratando da nossa mãe, creio que nunca se fará o luto. Será uma figura sempre presente em espírito, em fotografias, na nossa lembrança, na nossa genética...E há épocas, como esta do Natal, em que recordamos a nossa infância e a felicidade e alegria que sentíamos ao passar aquela noite com os nossos pais, avós e irmãos.
Sabemos que ninguém é eterno, mas custa tanto aceitar uma separação definitiva!!!
Um amor filial, repleto de bons momentos, de muitas cumplicidades, que recordamos a todas as horas, dia e noite, ora com um sorriso, ora com uma lágrima que sempre, teimosamente,nos mostra a força que tem sobre nós, transforma a saudade num sofrimento. A separação Mãe/filha é das mais dolorosas.
Quanta, mas quanta saudade!!!
Porém a Esperança permanece: um dia, tornaremos a ver-nos, quem sabe?! Quero acreditar que assim será.
Até lá, caminhemos de cabeça erguida, espalhando ternura à nossa volta, sobretudo pelos nossos entes queridos.

terça-feira, 16 de agosto de 2016

ATRACÇÕES - REEDITADO

Alguns leitores dizem-me que, o que publico, é intemporal e pedem-me que reedite.
Vou tentar satisfazer-lhes a vontade.
Faço votos para que todos gostem.
Imagem do Google

sexta-feira, 20 de maio de 2016

ABJECÇÃO

Imagem do Google
Vadio, perverso
Tenta convencer
Jovem bem bonita,
Mas sem auto-estima.

Interrompe tudo,
Abandona o lar,
Família e estudos
P'ró acompanhar.

Cama, mesa e roupa
Sempre bem lavada,
Que a atenção é pouca
P'ra quem não tem nada.

Não tem, nem terá
Pois nada fará,
Nem hoje, nem nunca,
Não trabalhará.

Imagem do Google
Encosta-se sempre
E anda a dizer
Que está sempre certo,
Faça o que fizer.

Mal agradecido,
Ingrato, por norma
Não respeita nada,
Ataca, violenta.

A quem lhe fez bem,
Responde com o mal.
É péssimo exemplo,
Desprezo total

P'ra quem o sustenta

Baixeza moral
E aviltamento!
Arrogância é lema
A todo o momento!

E não há travão
P'ra tal situação
Queremos Justiça
E mais formação

P'ra que a Juventude
Fuja das ciladas
Surgem amiúde
Não são denunciadas.


Este caso não é único, infelizmente. Tanto se quer sorte para eles, como para elas.Há vadios e vadias...


segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

FELIZ ANO NOVO

Imagem do Google
A todas as pessoas que me seguiram  e dão VIDA ao meu Blog, desejo um 2016 coroado pelo Amor, pela Misericórdia e pela Paz.
Muita Saúde e Prosperidades.
Obrigada pela vossa presença amável e carinhosa.Ele é a razão que permite a minha continuidade na Blogosfera.



            ESPERA

Imagem do Google
A descoberta é dolorosa:
Cria-se um filho
Com tanto Amor
E sofrimento
A cada momento
Para mais tarde...

Ó sinuosa
Via escolhida
P'ra prosseguir!!!

Vê-lo partir!
Má companhia
Vai ao seu lado:
É só pecado,
Má intenção,
Desilusão
E falsidade,
Oportunismo,
Um mau carácter,
Muito despeito
E, neste jeito,
O seu cadastro
Vai aumentando,
Sem que ninguém,
Nem a Justiça
Ponha travão
À negação!...

Mas ela espera,
Cheia de Fé,
Que, um belo dia,
Esta agonia
Tenha o seu fim!
Imagem do Google
E esse filho
E a descendência
(Oh! Que inocência!!!)
Possam seguir
As suas vidas.
(Estão tão sofridas!!!)
E que a maldade
Seja punida,
Não mais perturbe
Nenhuma vida!

Infelizmente, este é um de inúmeros casos semelhantes.Que 2016 traga Paz e Serenidade para todas as famílias.

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

ELAS



Imagem do Google
Retratam a formosura:
Uma, branca, outra, morena;
Espalham muita candura,
Tornam minha vida amena.

Vivem bem sua inocência,
Plasmada nas atitudes,
Não é só pela aparência:
Têm mesmo muitas virtudes!

Sinto toda a gratidão,
Que exprimem todos os dias;
Alegram meu coração
Imagem do Google
Sei que serão minhas guias!

São donas de fino trato,
Que me querem muito bem!
Vou constatando este facto
Que, ao de cima, sempre vem.

Que grande é minha ventura
Se, com elas, estou presente!
Posso fazer uma jura:
Eu, delas, sou dependente!

sábado, 21 de fevereiro de 2015

VÓS

Imagem do Google
VÓS
Sois a alegria viva, em cada dia,
A solução,  na maior aflição,
O meu amparo e a consolação,
A força indómita e a minha energia!

Como seria eu, sem vosso esteio?!
Ía sobreviver, porém sem fé!
E vou andando assim, pé ante pé
Até chegar, enfim, ao vosso meio.

Que desconcerto é viver um segundo
Longe da vossa boa companhia!
Imagem do Google
O meu amor e o meu pensamento

Voam rumo ao mesmo lugar do mundo
Onde estais e viveis em harmonia
E estou convosco a todo o momento!!!